segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Bacalhau com Natas

Bom dia e desejo a todos uma boa semana!

Vocês nem imaginam o quanto estou a desejar que esta semana passe!

Fiz algo que já vos queria apresentar à muito, mas só faço este prato quando é para 4 ou mais pessoas, não sei porquê mas para dois não é a mesma coisa.

Este prato tem alguma história na minha vida.



Quando fui viver para Braga e nos primeiros anos dividi casa com uns estudantes, eu já não estudava na altura, não conhecia muita gente e ainda me sentia um pouco desconfortável na cidade. Enquanto tinha gente em casa eu cozinhava para mim e para mais pessoas, gostava de fazê-lo, quase como parte da minha integração, diz-se que os homens conquistam-se pela barriga mas eu acho que é toda a gente! :)

Mas depois tinha aquelas alturas chatas, fins-de-semana, o mês de Agosto! Por norma ficava quase o mês todo sozinho e minha gente, eu adoro mesmo cozinhar para 2, 4, 10 (etc..) pessoas, mas só para mim ODEIO! É um aborrecimento só! Mas seja o que for, até uma simples sandes ou salada me aborrece! Então pegava e ia ao Feira Nova que era ao lado da minha casa e lá pesquisava na secção dos congelados refeições de microondas ou de forno! O bacalhau com natas estava sempre na ementa!

Houve um dia, que tive umas pessoas a ir lá a casa e lembrei-me que se calhar podia fazer um bacalhau com natas, todos gostavam e lá encontrei uma receita enquanto ia do trabalho para casa e com uma ajudinha lá fiz. Claro que como em quase todos os pratos aquela primeira tentativa ficou boa, mas não ficou maravilhosa.

Com os anos, fiz mais vezes, porque é óptimo quando tento pessoas a jantar, porque é relativamente fácil de fazer e claro acabei por aperfeiçoar a receita à minha forma.

Com isto tudo acabei por nunca mais pedir bacalhau com natas em lado nenhum, também nunca mais comi pré-fabricado e só comi até hoje um melhor que o meu. Eu sei que isto pode soar mal, mas eu gosto mesmo da minha receita.

O molho Bechamel pode ser feito em casa, eu normalmente faço-o, ou pode ser de compra desde que seja de boa qualidade, o da Parmalat é óptimo. Quando quero fazer e tenho menos tempo, ou quero sujar menos louça, compro-o já feito. Eu de seguida coloco a receita do molho, porque este post já parece um testamento, então vou passar para a receita antes que vocês fujam! :)

Ingredientes:
(Para 4 Pessoas)

800 g de Bacalhau, cozido e desfiado
1 litro de Molho Bechamel
700 g de Batatas
1 Cebola grande, às rodelas finas
2 Dentes de Alho, picado
5 Colheres de Sopa de Azeite
Queijo de Ovelha Paiva, ralado.
Sal, Pimenta, Noz Moscada e Pimentão Doce q.b.

Preparação:

Pré-aqueça o forno a 200º.

Parta as batatas aos cubos pequenos e coloque-as a fritar.

Numa sertã, coloque o azeite e a cebola, deixe alourar e de seguida coloque o alho e deixe refogar por 10 segundos. Deite o bacalhau e reduza o lume para o mínimo. Deixe cozinhar por 10 minutos, mexendo regularmente.

Conforme as batatas vão ficando fritas, coloque-as num tabuleiro de ir ao forno e polvilhe com um pouco de sal fino.

Quando o bacalhau começar a ganhar cor, verta o molho bechamel na sertã, tempere com uma pitada de pimenta, pimentão doce e noz moscada, envolva bem e sem parar de mexer deixe levantar fervura.

Verta este preparado sobre as batatas, alise bem e deite o queijo.

Leve ao forno por 30 minutos, até o queijo gratinar e ficar com uma cor dourada por cima.

Sugestão: Podem também fazer camadas intercalando as batatas com o molho. 

E está pronto, é muito simples, mas eu acho que ás vezes as receitas mais simples são as melhores!

Espero que gostem!

19 comentários:

  1. Curioso que eu também não gosto do bacalhau com natas "fora de casa", o nosso tem sempre aquele sabor especial!

    ResponderEliminar
  2. Adoro e o teu tem optimo aspecto, gostei da ideia de lhe juntar o queijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Marisa! Antes de mais obrigado pelo comentário!

      Eu antigamente só o deixava a gratinar sem o queijo, mas quando juntei o queijo ficou muito melhor!
      ;)

      Beijos

      Eliminar
  3. Fico a imaginar o sabr deste belo bacalhau!
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Adoro bacalhau com natas! Feito em casa é sempre maravilhoso :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. muito obrigado pelo comentário Cuca! ;)

      Sem dúvida, eu acho que tudo que é caseiro é melhor! :)

      Beijos

      Eliminar
  5. É um dos meus pratos favoritos, e o teu parece delicioso!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pela visita e pelo comentário! Também é um dos meus favoritos!

      Beijos

      Eliminar
  6. È daquelas receitas que cada um de nós tem a sua. Vai aperfeiçoando a seu gosto.
    Uma delicia.
    Beijinhos
    http://come-bebe-sorri-e-ama.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Gosto muito de bacalhau com natas. è daqueles pratos que me faz lembrar a casa dos meus pais! A minha mãe faz faz um maravilhoso!
    bjs

    Paula
    www.partilhandosaboresereceitas.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Paula!

      Obrigado pelo comentário!

      A minha mãe este prato nunca fez, mas eu já lhe transmiti a receita! :)

      Beijos ;)

      Eliminar
  8. Olá Nuno,
    Adoro quando as receitas vêm acompanhadas de uma história e estas tuas, receita e história, são fabulosas e concordo contigo num ponto. Eu também odeio cozinhar só para 1 ou 2 e estou sempre a arranjar desculpas para dar almoços e jantares, eheheh!
    Quanto ao bacalhau, escusado será dizer que até me abriu o apetite a esta hora da tarde e já lhe espetava um garfo...
    Beijinhos grandes,
    Lia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Lia, és como eu então! Acho muito mais divertido ler uma história e a receita do que só a receita, porque se só tiver a receita é como se estivesse a ler um livro de culinária! :)

      Muito obrigado pelo teu comentário!

      Beijinhos :)

      Eliminar

Obrigado pela sua visita ;)

Espero que goste e que volte mais vezes ;)

=*